• Marcação de consulta aos sábados

    Visando aprimorar o atendimento, a marcação de consultas foi ampliada, funcionando de segunda a sexta de 07hrs as 19hrs, sábado de 07hrs as 13hrs e também pelo WhatsApp pelo número (82) 99314-0452. Estamos melhorando cada dia mais.




  • Diversas Especialidades

    Atendemos à diversas especialidades, inclusive com pequenos procedimentos realizados no local.

    Saiba mais

TRINTA ANOS DE HIV E AIDS: O QUE MUDOU?

A pandemia de AIDS, que mudou o mundo, mudou a forma de pensar e viver a sexualidade, mudou as relações humanas em muitos aspectos, teve seu agente etiológico, o HIV, descoberto e revelado há pouco mais de 30 anos.

No Brasil, já foram notificados cerca de 600.000 casos de AIDS, desde o início da epidemia. Apesar desses mais de 30 anos de HIV e AIDS, entretanto, muitas pessoas ainda não acreditam ou não se protegem adequadamente, por várias razões: culturais, sociais, preconceitos, tabus, crenças etc.

No início dos anos 80, a doença tinha transmissão predominantemente homossexual; havia cerca de 19 casos em homens para 1 em mulheres. Atualmente, a transmissão está crescendo entre os heterossexuais; em muitos lugares, os casos novos em mulheres já é igual ou maior que o de homens. Quanto maior o número de mulheres infectadas, maior o risco de nascerem crianças infectadas pelo HIV.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) classifica um indivíduo como promíscuo se este tiver mais de dois parceiros sexuais por ano. Portanto, tão ou mais importante que usar preservativos e não compartilhar agulhas e seringas é reduzir o número de parceiros sexuais; ou seja, monogamia e fidelidade conjugal são tão importantes quanto usar preservativos. Nesta sociedade pós moderna em que vivemos, hipersexualizada e hedonista, é quase uma heresia falar em monogamia e fidelidade, mas as estatísticas têm mostrado que apostar todas as fichas apenas nos preservativos não detém o avanço do HIV; somente os países que adotaram políticas de redução do número de parceiros sexuais é que têm conseguido algum sucesso nesta luta.

Aqui no Brasil, o Ministério da Saúde divulgou um dado alarmante: cerca de 10% da população homossexual brasileira está contaminada pelo HIV. Entretanto, as campanhas de conscientização e prevenção ainda são muito tímidas.

Nos últimos anos, o Brasil aderiu a um esforço mundial, capitaneado pela OMS, chamado de 90-90-90, que se baseia em tratar todos os infectados para controlar a disseminação. A meta estipulada para este fim é detectar 90% dos portadores do vírus, iniciar tratamento em 90% e tornar a carga viral indetectável em 90 %. Este esforço pretende erradicar a transmissão do vírus até 2030. Uma meta ambiciosa, mas possível.

Portanto, ainda temos muito trabalho pela frente. A consciência que o problema existe e está muito mais perto de nós do que muitos pensam é o primeiro passo.

Até a próxima!

 

Centro Médico do Açúcar 10 anos.

 

O CENTRO MÉDICO DO AÇÚCAR É UMA EXTENSÃO DA COOPHAIA.

Criado em 30 de junho de 2005 para promover e garantir a gestão de trabalho, oferecemos a sociedade alagoana o maior centro ambulatorial, com 16 consultórios atendemos mais de 35 especialidades, possuímos também sala para pequenos procedimentos e sala de ortopedia. Contamos em nosso quadro com 84 médicos em diversas especialidades.

Funcionários recebem treinamento de Atend. Pré-Hospitalar

Com o objetivo de preparar nossos colaboradores para oferecer melhor e mais completo atendimento a nossos clientes, nos dias 04 e 11 de junho realizamos os treinamentos de APH (Atendimento Pré-Hospitalar) e Brigada de Incêndio. Em APH os colaboradores de todos os setores aprenderam na teoria e na prática como prestar os primeiros socorros a vítimas de acidentes ou mal súbito. Já no treinamento de Brigada de Incêndio foi demonstrado como se portar em caso de início de incêndio. A empresa responsável por todos os treinamentos foi a SOMA (Serviços Ocupacionais e Meio Ambiente).